quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Exaustão

cansaço

Quem pratica esportes, qualquer um  que exija força, rapidez e principalmente canse bastante a ponto de levar a exaustão, sabe que o corpo tem um limite e quando você chega nele pensa: “Não aguento correr nem mais um segundo, vou desmaiar aqui”. A vista fica turvada, cheia de pontos pretos e realmente parece que o cara vai desmaiar. Mas aí acontece algo, que eu não sei explicar, isso tudo passa e você termina o que estava fazendo sem problema nenhum, sem cansaço e sem entender o que aconteceu. Como se os músculos tivessem uma reserva extra de energia para momentos assim.

Acho que essa é uma ótima analogia para a vida. Tem horas que você chega em situações que pensa que não dá mais para continuar. A vida fica tão insuportável que a pessoa realmente pensa em desistir e deixar se levar pela corrente, sem lutar. Só liga o foda-se e deixa acontecer.

Mas aí acontece algo muito parecido com o que descrevi acima. Teu cérebro acha algum motivo para continuar tentando, por mais desesperadora que seja a situação, por mais impossível que o objetivo se mostre, mesmo contra todas as possibilidades o cara bota uma faca nos dentes e continua a luta. Sabendo que é impossível ou não.

Muitas pessoas chamam isso de fé religiosa, acreditam que é algum tipo de ser superior que as esta guiando, outras são movidas pelo ódio ou pelo amor. Para mim é simples questão de alto preservação. Desistir de lutar? Jamais. Mesmo que seja inútil e impossível.

2 comentários:

  1. Nossa, bem assim. A opção desistir não existe.

    ResponderExcluir
  2. Acrescentando: a opção desistir não existe, a vontade de lutar que a gente nao sabe de onde vem briga de foice com o "não suporto mais".

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto.