segunda-feira, 13 de abril de 2009

TRUQUES FEMININOS: FALSAS PERSONALIDADES














Da série:"Tudo que eu sempre quis dizer mas não tenho talento suficiente".Enfim,li no
Gravatai Merengue e gostei pra caramba.


A história do mundo e, mais recentemente, também o Animal Planet nos ensinam que cabe aos espécimes do gênero masculino o ziriguidum para a atração das fêmeas. E isso inclui uma série de marmeladas, danças e afins. Mas as mulheres, é claro, também têm seus truques; e eles incluem mentiras das mais cabeludas.

Será que você, leitora, faz parte de algum dos grupos abaixo? Será que, ao menos uma única vez na vida, não aplicou nem mesmo um desses golpes? Leiam tudo e respondam com honestidade:

Falsa Safada
É o equivalente feminino – em lógica proporcionalmente inversa – ao velho truque do cara que propõe namoro e casamento, mas só quer mesmo sexo. A "falsa safada", ao contrário, chega dizendo que vai pintar o sete, mas em pouco tempo se mostra extremamente conservadora e quer mesmo uma casinha branca, de varanda, um quintal e uma janela para ver o sol nascer.

E aí o cara fica putaço, sem dúvida. Porque os diálogos, na fase pré-namoro, continham frases do tipo "eu, você e minha prima"; mas, duas semanas depois do enlace, ela surge de calcinha bege com assertivas tais como "acho chato falar tanto em sexo". Dançou, rapaz! Caiu no conto.

A "Amante" do Futebol
Ela sabe que você é ludopédio-dependente (falei bonito, hm?). Como de boba ela só tem o futuro namorado, também se fingirá torcedora fanática, acompanhará campeonato, comprará camisa e você entrará na dança. Ato-contínuo, terá certeza de que conheceu a mulher dos seus sonhos. Namoro consumado, tempo transcorrido, ela já não aceitará suas idas ao boteco para ver jogos com amigos.

Ok, você pensa, posso ver em casa com minha namorada torcedora. E chamará a galera para assistir por aí: Caroço, Peidorreiro, Fumeta, Bazuquinha etc. Não, não. Ela veta. A coisa vai complicando. Então, pombas!, você com ela, certo? NÃO TAMBÉM! Primeiro uma parte da novela ou o final do programa do People & Arts. É... Você se f****.

A "Amante" (???) do Automobilismo
Não, não é piada. Há mulheres com tamanho requinte de crueldade que não apenas fingem gostar de F1, mas conseguem ESTUDAR A COISA TODA para ganhar a simpatia do idiota. E conseguem, claro. Ele acha que sem dúvida alguma conheceu a mulher de todos os sonhos dourados de sua existência. O resto da história vocês conhecem. Troglodita, Maçaroca, Taturana e Saca-Rolha não podem ver nenhum GP em sua casa, você não pode ir com eles para lugar algum etc. etc. etc. Sentou na graxa.

A Botequeira de Araque
Tipo clássico! Você realmente se convence porque, cacetada!, a conhece num bar! Só que é o seguinte: mulheres vão para o boteco com o intuito de procurar NAMORADO. Homem vai para o boteco para procurar SEXO. Essa simples e sutil diferença não é computada quando o PALERMA está cheio de cachaça na cabeça. A moça, é claro, continua topando ir para o bar. Vai uma, duas, três vezes... ATÉ COMEÇAR O NAMORO.

Daí, como sói, a coisa vai rareando. De bar passa para restaurante, emendando para cinema ou um café. Ou então viagem pra praia ou algo assim. Ou jantarzinho em casa. Enfim: ESQUEÇA O BOTECO. Esqueça os amigos que você via dia sim, dia não. Já era, meu chapa. Ela nunca foi "botequeira". Ela estava ali caçando um idiota. E encontrou.

O Golpe do "Filminho Abraçadinho"
Essa é boa e eficiente porque a mulher REALMENTE ACREDITA no que diz. Em meio à lástima da solteirice, ela solta um mantra infinito: "quero-um-namorado-pra-passar-as-tardes-abraçadinha-com-ele-vendo-filminho". E fala isso o tempo todo, a cada dia, todo santo dia, pra todas as amigas e amigos.

Em determinada ocasião, vá lá, encontra o pobre coitado. É ele. O moço que gosta de "passar-a-tarde-vendo-filminho-abraçadinho". E lá ficam. Um dia. Dois dias. Três... Não. Não dura o terceiro dia. Antes disso, ela fala: "ai, que saco, você não cansa?". É isso. Ela não quer ficar em casa. Ela quer SAIR!!! E a culpa É DO POBRE COITADO QUE ÚNICA E TÃO-SOMENTE ATENDEU AO DESEJO DA MOÇA.

A Desinteressada de Bens Materiais
Praticamente uma hare-krishna, uma hippie, uma budista tibetana. Ela não pensa na matéria, ela é devota do espírito, ela não liga para o fato de você receber mensalmente o que as demais pessoas da turma ganham em meses ou anos.

Isso, claro, até começar o namoro. Dali em diante, o comportamento da menina sofre uma mudança tão abrupta que você chega a pensar em possessão demoníaca, Exu Caveira ou coisa do tipo. Não, não é nada disso. É apenas o bom e velho 171. E você é a vítima.

A Reprodutora
Tipo perigoso, amigão, tipo perigosíssimo. A "Maria Parideira" ou "Rainha da Ninhada" é jogo duro, enrascada perigosa. Em primeiro lugar, não vale culpá-la assim deliberadamente, porque – em especial, neste caso – "quando um não quer, dois não brigam".

Mas, como falo aqui dos truques femininos, então vale dizer do comportamento ANTES do namoro: ela deixa bem claro que não quer filhos, que não quer nada disso. E MENTE dizendo que toma pílula. Aí é sujeira, né? E, sim, já vi casos desse tipo. Mas, de novo, o caboclo tem também responsabilidade. Não usou camisinha porque não quis. E quem pariu Matheus que o embale.

Devota de Santo Antônio, Quem Diria?
Casamento? Que nada! Ela não quer saber disso! Onde já se viu? Totalmente moderna, qual o quê! No máximo, ela topa um namoro. Ok, um namoro mais sério, com compromisso sólido. Tá, tá, morar junto.

Enfim, ela casa. Ou melhor: vocês se casam. E aí, meu amigo, você vai sentir o drama. Sabe aquela hora de colocar a aliança. Aquela horinha certa de encaixar o anel no dedinho. Ali, bem ali, ela já te olha diferente. É como se você tivesse descido as cartas do pôquer e ela tivesse um jogo maior.

Sim, ela ganhou. Ela levou suas fichas, meu caro. O jogo é dela, a mesa é dela, você está limpo, f***** e mal pago. Lembram como começou? Ela não queria casamento. Agora, ela o engoliu. Era uma estratégia. Um jogo de xadrez que – sei lá como – terminou em pôquer. E o pior de tudo é que você perdeu. Chora na rampa.

* * *

Enfim, mulherio indócil... Quem aí nunca aplicou nenhum desses? Sejam honestas, vai...


___________________________________________________________



Este post esta no:

Vagabundiando


7 comentários:

  1. Adorei o post, apesar de não ter conseguido me colocar em nenhuma das alternativas.
    Ah! Adorei também o layout do site e o tipo assunto que ele trata.
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha! Achei muito engraçado, tem de todos os tipos! Aliás, as pessoas muito em geral comprem papéis pra se aproximarem umas das outras. Cada amigo tem um estilo, e você aflora o seu de acordo com o dele. Tem que ser flexível, mas sem perder a personalidade. E homem "massinha de modelar" também tá cheio, né? Tem aquele que "adora comédia romântica", ou o outro que "não é ciumento", outros que "acham errado sair sozinho"... Huyheuheuheueh!

    ResponderExcluir
  3. Me orgulho em dizer que nunca usei de nenhum destes artifícios. Até porque sou aquela que quer mesmo ver filminho abraçadinho, mas também quer ir pro bar beber! E mostro isso desde o começo.
    Vi seu comentário lá no post das DEZ +. Dá mesmo pra fazer um ranking das blogueiras-gatas criciumenses. Se você juntar uns caras e fizer o tal ranking eu publico no Tudo de Cri.
    abraço

    ResponderExcluir
  4. Rárá,pois é,imagina alguns caras tentando decidir quais as blogueiras mais gatas de Criciúma.Homem não serve nem para fazer lista.A não ser que seja sozinho,mas aí eu teria que colocar minha namorada em primeiro (mesmo não sendo blogueira) senão apanho hehehe.

    ResponderExcluir
  5. Credo, nunca usei esses "artifícios", não. Odeeeio joguinhos e morro de raiva de quem diz uma coisa querendo que a pessoa interprete e faça outra. Ex: dizer que não quer sair, só pra ver o cara insistir horrores e morre de raiva se ele não fizer isso. Ah, faça o favor, né?
    hahaha

    bj
    gostei do blog, volto mais vezes!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. ahahahaha

    E o pior é que tem mulheres assim mesmo... Já no meu caso o casamento foi de comum acordo, se planos maléficos graças a Deus...
    Rilitros com seu post hsauhsuahsuahsa

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto.