quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Chupando picolé de dinheiro

0547 Conversando com uma amiga no Msn ela dizia que trabalha em um posto de saúde 24 horas aqui em Criciúma.E que faltam médicos.Tá,não é nenhuma novidade faltar médico em Posto de Saúde.Apesar de termos uma Faculdade de medicina na cidade.O que me chamou a atenção foi o quanto os caras ganham,ou deixam de ganhar,todas as noites.O salário é de 500 Reais por um plantão noturno de 12 horas.
Táquipariu.500 Reais?5 notas com deseinho de Garoupa?10 Onças Pintadas?E ninguém quer?Os caras estão chupando picolé de dinheiro?Estão limpando a bunda com nota de Euro?Por muito menos eu coloco um salto alto,uma saia de couro,uma meia arrastão e vou vender meu corpo na avenida(mentira gente,não vou não).
Mas porque isso?Será que o fato de uma Faculdade de medicina custar os ovos da cara faz com que só os mais ricos cursem?Se o cara já é rico até faz sentido recusar um salário tão bom.Mas se é um fudido que cursou a trancos e barrancos desperdiçar uma grana dessa é até uma afronta com meu salário de bosta.E em toda Faculdade sempre tem aquele mais pobrezinho que esta lá por caridade.Eu sei porque seria um deles.
Veja bem,não estou afirmando isso,estou perguntando.Porque afinal faltam médicos no Posto de Saúde se o pagamento é muito bom?Alguém sabe?
Isso me leva a outro assunto que até já foi aventado por aí mas nunca mais ouvi falar.A obrigatoriedade da prestação de serviços públicos para aqueles profissionais que cursaram uma Universidade pública.Confesso que sou avesso a qualquer coisa obrigatória.Mas isso dá o que pensar.Os caras vão lá e se formam as custas da sociedade,mesmo por desencargo de consciência deveriam nos pagar de alguma forma.E não à forma melhor,nesse caso,do que o trabalho.Trabalho remunerado claro,ninguém quer esmola não.Quem trabalha de graça é vereador prefeito o Sarney relógio.

15 comentários:

  1. é... quando dizem que tem pouco emprego e que a vida tá difícil... bom, eu acho que falta é a galera tirar a carcaça da cadeira e agilizar alguma coisa, porque emprego tem!
    O que falta é gente querendo trabalhar.

    besos

    ResponderExcluir
  2. meu
    o seu comentário foi o melhor rs

    besos

    ResponderExcluir
  3. Taí a opinião do @edvalsechi

    @RChicuta Respondi seu blog mais deu problema.. então vai por aqui: Sobre os médicos.. vamos la... como vc denominou os "riquinhos".. vc acha que em uma quinta-feira onde tem Sertanejo Universitario na Dioxxy eles vão deixar de marcar presença? e sexta que tem 1051 perder? tais doido? e Sabado que tem festa em todo lugar :O e Domingo? Não posso .. tem pagode do Chocolate. hahahhaa Eu riii litrooos

    ResponderExcluir
  4. bom, eu andava numa fase meio down, mas depois do teu coment, deu boas risadas.

    Espero que tu leve ainda muitas pedradas na mente, e continue esse cara irreverente que tu és.

    bjo, valeu a visita, eu te visito sempre...

    ResponderExcluir
  5. Chicuta, os caras não tão nem aí mesmo. Nem por exame ginecolóigico eles se interessam. Uma amiga minha da periferia falou que sempre que vai no 24 horas pra fazer exame ginecológico, o toque é feito por estagiário. Aí, bicho, é uma festa. Tem fila de estagiário querendo pegar essa tarefa. Tem até estagiário assistente. Assim, um toca e o outro assiste.

    ResponderExcluir
  6. Por que falta médico? Pergunta pra Romanna que ela responde.
    romannaremor@uol.com.br

    ResponderExcluir
  7. 500 conto? não sei se é verdade, mas eu conheço um pessoal que pode ajudar a gente com uma carteirinha de CRM e tals. hehe

    ResponderExcluir
  8. Sim, são questões pertinentes...

    Eles de fato, julgam que este salário ainda é inferior ao que eles julgam ser justo...eles ganham muito mais grana em consultórios..estamos falando de consultas em torno de 150 reais...imagine! Atender 10 pacientes? 1500 reais, em meio expediente. E 7500 reais em uma semana!? E em um em mais um bilhão mês?
    Fora que ele trabalha, é sócio em uma outra clínica, onde ele trabalha quando quer?

    Sim, eu acho que os compreendo...parece uma boa matemática, não?

    E, eu acho justo, que nós profissionais de saúde, formados em Universidade pública,deveríamos prestar esse feed-back a sociedade...

    Bjocas da galega doida!

    ResponderExcluir
  9. ..."E em um mês???"

    ResponderExcluir
  10. Só uma coisa me vem como reflexão: é foda.

    ResponderExcluir
  11. Perto do que eles ganham em outros lugares, sem ter que dormir fora e viver no interior, é pouco mesmo. (não estou aprovando, só que essa é a realidade)

    ResponderExcluir
  12. "Por muito menos eu coloco um salto alto,uma saia de couro,uma meia arrastão e vou vender meu corpo na avenida" hahaha. rachei.

    então, eu faço parte do núcleo pobre da facul. trabalho e ganho uma miséria. mas eu consigo fazer milagre com essa grana. porque não tem ninguem oferecendo um emprego melhor. o ruim é o diabo do nada.
    ai ai, escolhi a profissão errada...

    beijos imensos...

    ResponderExcluir
  13. Tem uma lista BEM PEQUENA de coisas que eu não faria por 500 reais...

    ResponderExcluir
  14. Olha.. acho que não são 500 pilas por noite não... São menos, ou não teria tanta garota de programa fazendo faculdade que não a de medicina (acho... hehe).
    Mas uma coisa digo há muito tempo: quem fez graduação em universidade pública, teria de pagar através de trabalho sim. O governo empresta dinheiro pra pobre, cobra juros. E pros ricos dão universidade de graça?
    Tem alguma coisa errada aí!

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto.