terça-feira, 7 de outubro de 2014

Os opostos se detestam.



Dei uma pesquisada rápida no Google e não consegui descobrir de quem é a famosa frase "Os opostos se atraem". Provavelmente de algum cientista.

Porque em elétrica fica muito bonito dizer que os opostos se atraem mas quando se trata de relacionamentos, os opostos não se atraem, se distanciam, se repelem, como imãs de pólos iguais.

Mesmo que dê liga por um tempo é tão certo quanto a queda do Criciúma para a segunda divisão que mais dia menos dia pessoas com mentalidades opostas vão se distanciar.

Relacionamentos são feitos de momentos únicos e comuns, partilhados, e também da suave rotina, da tranquilidade de duas pessoas juntas sem precisar dizer nada, do silêncio confortável, da troca de olhares que mesmo não dizendo nada, dizem tudo.

Pessoas opostas tendem a discordar de tudo e por mais que exista amor a coisa vai desandar e ir para as cucuias. Amor não é ciência e por mais que digam que são apenas reações químicas dentro do organismo de cada um, vou reiterar: AMOR NÃO É CIÊNCIA.

Portanto meus 8 leitores, se você esta em uma relação de opostos, desista enquanto é tempo, enquanto ainda não exista raiva, ressentimento, até mesmo ódio. Amor só vale a pena se for incondicional, senão não tem lá muita graça né. É tipo miojo sem tempero e Coca-Cola sem gás, não é bom.

Obs.: Esse post vai especialmente para a minha nona leitora, que me parou no show do Terra Celta no Ventuno e disse que lia meu blog. Não faço ideia de quem seja e nem de como ela me reconheceu, mas tem gente que lê. Vejam só. Abraço minha nona leitora.

Obs 2.: Não sou cientista e faltei em várias aulas de ciências na escola para ir no bar do Barba e do Guedes, se tiver alguma informação científica errada nesse post, por favor, me corrijam.






2 comentários:

  1. Me questiono se a tragédia não é inevitável mesmo quando há compatibilidade. Abraço da louca do ventuno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhaaaaaaaaaaaaaaa. Minha nona leitora apareceu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir

Fala que eu te escuto.